Torcicolo na criança pode ter causa ocular?

O que é?

O torcicolo ou posição anômala da cabeça ocorre quando a cabeça está posicionada de forma desviada da posição normal em frente. Essa posição anômala pode ser com o queixo elevado ou abaixado, ou com a cabeça rodada ou inclinada para os lados. A criança pode manifestar essa posição sempre ou só durante as atividades de maior concentração visual. A origem do problema pode ser nos olhos ou ter outras causas.

Os olhos devem ser examinados?

Sim. Quando o pediatra não encontra causa evidente para o torcicolo, uma avaliação oftalmológica deve ser solicitada. O oftalmopediatra avalia se a criança apresenta problemas oculares que possam estar levando à posição anômala da cabeça. Os principais são estrabismo, nistagmo, grau para óculos e ptose.

Estrabismo

Algumas crianças apresentam uma forma de estrabismo que se modifica de acordo com a posição do olhar. Muitas vezes sem perceber, a criança desvia a cabeça de modo a colocar os olhos na posição que proporciona melhor alinhamento dos olhos, e assim, melhor qualidade de visão. Essa posição, às vezes, é a única em que olhos se mantém alinhados.

Nistagmo

Alguma tipos de nistagmo (movimentos oculares involuntários) também podem variar de acordo com a posição do olhar. A intensidade do movimento ocular diminui em algumas posições ou o nistagmo pode até desaparecer. A criança procura mover a cabeça para buscar essa posição, onde é possível enxergar melhor.

Grau para óculos

Crianças que precisam de grau para óculos, em geral graus altos, podem desviar a cabeça para buscar uma posição em que o grau não corrigido não atrapalhe tanto a qualidade da visão.

Ptose

Quando a ptose (pálpebra caída) atrapalha a visão, a criança pode adotar uma posição de cabeça com elevação do queixo para tentar ver melhor.

Devemos insistir para que a criança corrija a posição da cabeça?

Não. Muitas vezes a cabeça é mantida em determinada posição anômala para obter melhor visão. Enquanto se aguarda o tratamento definitivo, a criança não deve ser desencorajada a adotar essa posição, mesmo que tenha que desviar bastante a cabeça para ver melhor.

Tem tratamento?

Sim, a maioria dos casos de torcicolo de causa ocular tem tratamento. Cirurgia nos músculos oculares, cirurgia para ptose, prescrição de óculos e uso de prismas (lentes que desviam a imagem) são as principais opções de tratamento.

Referências:

Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica www.sbop.com.br American Association for Pediatric Ophthalmology and Strabismus: www.aapos.org

As informações contidas neste site não devem ser usadas como um substituto para o cuidado médico e orientação de seu oftalmologista. Pode haver variações no tratamento que o oftalmologista pode recomendar com base em fatos e circunstâncias individuais.

Categorias: Estrabismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *